Archive

Posts Tagged ‘DTA’

O que é o DTA?

Amigos da comunidade, blz? Esse post é dedicado a um outro amigo de trabalho. O DBA Felipe Melo , conhecimento SQL Geek em replicação, tunning e T-SQL. Sempre trocamos uma “figurinha” nos desafios profissionais, afinal, sempre é bom ter uma outra opinião. A certeza é: Nunca estamos totalmente certos! Mão na massa!?

O Database Engine Tuning Advisor é uma das “novas” features do SQL Server, ele analisa arquivos de carga de trabalho e propõe alterações no banco de dados, a fim de melhorar seu desempenho geral.

Para as alterações propostas, o Tuning Advisor também mostra o impacto que causará cada modificação.

Entre as suas capacidades, estão:

  • Query Optimazer, para propor índices e visões indexadas;
  • Recomendação de particões;
  • Análise de impacto das recomendações;
  • Fornecimento de informações sobre o número de consultas e o número de índices.

Opções de ajuste:

  • Quais objetos o Tuning Advisor poderá recomendar;
  • Quais partições analisará;
  • Quais estruturas serão mantidas no banco de dados;
  • Espaço máximo para recomendações;
  • Número máximo de columas por índice.

Criando analises com o DTA

Para iniciar o DTA, vá em StartAll / Programs / Microsoft SQL Server 2008 / Performance Tools / DataBase Engine Tunning Advisor.

Quando o programa for iniciado, clique em File/New Connection.

Aparecerá a tela de conexão para qual servidor você deseja criar a análise

Obs: Para o exemplo será usado um ambiente de testes.

O servidor será mostrado no canto superior direito da tela, clique com o botão direito e escolha a opção New Session.

A seguinte tela será mostrada:

Clique na guia Tunning Options e será mostrado a seguinte tela:

Physical Design Structure(PDS) to use in database: Esta opção avalia o que a Engine do DTA irá analisar referente a objetos de design na estrutura do banco(índex,índex views e etc). A opção de Índex views é desabilitada no SQL Server STD.

Partitioning strategy to employ: A opção de particionamento, verifica se existem objetos que podem ser particionados e avalia o particionamento que já existente. Disponível somente na versão Enterprise do SQL Server.

Physical Design Structure(PDS) to keep in database: Avalia a estrutura fisica do banco, abalia se existem índices clustereds e nonclustereds devem ser deletados(ele não deleta os indices), ou se existe algo divergente na no modelo como um todo. O padrão é Keep All existing PDS.

Voltando a guia General, aonde:

  • Session Name: Nome da Sessão
  • WorkLoad: A origem de ondes virão os dados que serão analisados(no caso do profiler o mesmo pode ser um arquivo ou uma tabela)
  • DataBase for WorkLoad Analysis: Aonde serão gaurdadas as analises temporarias.
  • Select DataBase and tables to tune: Lista de banco de dados e de tabelas que serão parte da analise. (sempre coloque os bancos de dados que [*] foram filtrados no profiler)

Coloque o nome no profiler e escolha o caminho aonde está o arquivo de trace do profiler. Ao clicar no Radio Button File, clique no binóculo a esquerda e será aberta a tela do Windows. Escolha o profiler que deseja analisar.

Clique em abrir.

Caso o trace tenha sido guardado em uma tabela, marque o Radio Button Table, clique no binóculo a esquerda e será aberta a tela de conexão:
Escolha qual banco, schema e tabelas estão os profilers que foram armazeandos.

Obs:  O login qual abriu a sessão no DTA deve ter acesso as tabelas que estão os traces, caso contrário, uma mensagem de erro será retornada.

 

O preenchimento deve ficar parecido com a tela abaixo:

 

Clique no botão Start Analysis. Após clicar em Star Analysis, uma tela de progresso será exibida.

 

Na guia recomendações, é apresenta a porcentagem de melhoria da análise.

 

No menu Actions aparecerá a opção de aplicar as recomendações ou savá-las.
Clique em Save Recommendations

Será gerado um arquivo .sql com as recomendações.

Espero Ter ajudado